65 ANOS CONTRIBUINDO COM O

DESENVOLVIMENTO DO BRASIL

"Saudação à Bandeira Nacional, costume da  ADESG"
Por Ney de Araripe Sucupira (*)


Ao longo dos anos que se sucedem, desde a criação da ADESG em 1952, é comum em seus eventos de confraternização, e  durante os Cursos de Estudos de Política e Estratégia, iniciar os trabalhos com a designação de adesguiano para a saudação à Bandeira Nacional, conhecido pavilhão auriverde do povo do Brasil, hoje, drapejando com frequência nas Missões de Paz da ONU, em nossas embaixadas e navios, e hasteado no continente branco da Antártica.

Reconhecemos que se trata de manifestação muito semelhante aos costumes dos encontros dos clubes de serviços, lojas maçônicas, grupos de  escoteiros, clubes militares,entidades heráldicas e organizações de veteranos  de guerra, instituições que podemos encontrar em todas as latitudes onde se expressam a cidadania nativa.


As vezes somos surpreendido  com a inspiração e sentimentos pessoais em alocuções de nossos estagiários de cursos, antecedendo palestra de nossos eméritos convidados, diante do cenário de nosso auditório impregnado de espiritualidade cívica. A bandeira da Pátria nos evoca ao bem comum em nossa alma, "operemur bonum ad omnes" - façamos bem a todos - como diz São Paulo aos Gálatas.


Há dias, embalados pelas emoções do ambiente das Olimpíadas - 2016, detidamente  ouvimos sensibilizados a saudação do estagiário do 59º CEPE da ADESG-SP, Coronel PM João Silva Soares CASTILHO, Ex-Comandante da Escola de Cabos e Sargentos da gloriosa "Força Pública" do Brigadeiro Tobias de Aguiar, emérito oficial, entendendo ser  civicamente saudável o conhecimento do seu teor no âmbito dos adesguianos e dos cidadãos voltados aos mais  acendrados ideais da nacionalidade:  

Bandeira do Brasil 
"Saudação à Bandeira Nacional"
por Cel PM JOÃO SILVA SOARES CASTILHO

Bandeira Brasileira

Eu te saúdo

És símbolo que representa o orgulho da nossa gente

Quando crianças, aprendemos com naturalidade a te reverenciar mirando tua forma e tuas cores

Aqui, neste recinto, estás sempre presente, testemunhando nosso trabalho em favor do lema que ostentas de “ordem e progresso”

És referência para nossos olhares nos mais diversos momentos

És inspiradora de sonhos e de esperanças

És a marca da labuta que move a transformação dos nossos sonhos e esperanças em realidade

Estás presente na alegria das conquistas dos brasileiros, onde quer que estes estejam.

Bandeira que estás sempre presente nos atos solenes aos filhos da pátria, que por vocação de defender a sociedade, juram, perante a ti, honrar o dever de defendê-la, mesmo que com o sacrifício da própria vida

Estás distendida nos ataúdes até o sepultamento dos mesmos filhos, estes heróis, que acabam cumprindo o seu juramento e entregam o seu bem mais valioso: a própria vida em defesa da Sociedade e da Pátria

És entregue dobrada às esposas, mães, pais, irmãos, enfim, aos que cederam o ente querido para a defesa da pátria e da sociedade, como símbolo do mais alto reconhecimento que expressa a memória do herói que tombou no cumprimento do seu dever.

Enfim, inúmeras são as razões para te saudar Bandeira Nacional

Lábaro que simboliza os valores da pátria, o dever de amar e defender o nosso solo, nossas matas, nossas águas e nossos ares, fecundos por nossa prodigiosa riqueza e pela unidade e integração do povo deste Brasil, parte integrante e viva da nossa existência.

 

SP, 11/08/2016