NOTA DO PRESIDENTE DA ADESG

SOBRE O MOMENTO NACIONAL

 

Todos os brasileiros que amam verdadeiramente este país acompanham com atenção e grande preocupação a evolução dos acontecimentos relativos à grave crise que o Brasil atravessa. Também são plenos de indefinição os dias futuros, quaisquer que sejam os resultados do embate que, lamentavelmente, vem dividindo a nossa sociedade. Certamente, todos nós integrantes que participamos da história da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG) temos nossas convicções pessoais, fruto da análise diuturna e inteligente dos fatos que configuram o difícil momento atual, particularmente, porque a conjuntura envolve, acima de aspectos políticos, econômicos e sociais, nítido desrespeito aos valores éticos e morais que, há mais de sessenta anos, conformam a doutrina da nossa Entidade Mãe, a Escola Superior de Guerra, da qual somos fieis seguidores e multiplicadores na difusão dos seus propósitos, nem sempre bem compreendidos por parte da nossa sociedade.

A ADESG é, por definição simples, uma Instituição sem fins lucrativos, que baseia sua atuação na consideração fundamental de que princípios éticos e valores morais devem orientar todas as ações dos cidadãos.

Contudo, a tradição histórica do Sistema ESG/ADESG aponta para que sejamos uma Associação apolítica e apartidária, reafirmando, ainda, que tais convicções devem estar de acordo com a liberdade de pensamento e da expressão completamente desprovida, em especial, de apoio a posições não condizentes com nosso passado, que sempre sinalizaram para o lema do nosso pavilhão nacional, na firme recusa a quaisquer atos que venham a macular a Democracia, o Objetivo Nacional Fundamental orientador de todos os demais preconizados nos conceitos, princípios e valores nos quais acreditamos, todos voltados para o Bem Comum.

Reconhecemos que a situação é grave e suas projeções demandam o esforço de todos nós, “adesguianos", na obediência ao nosso lema:

COR UNUM ET ANIMA UNA PRO BRASILIA

Estamos, como sempre estivemos, atentos ao que poderá vir para o futuro do nosso país, na certeza de que a maioria dos brasileiros, apesar das dificuldades, saberá escolher, como num Estudo de Situação, superando fatores adversos e antagonismos, a Melhor Linha de Ação.

 

RJ, 13 de abril de 2016

 

Prof GUSTAVO ALBERTO TROMPOWSKY HECK

Presidente da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra